Jota Quest lança EP com remixes da faixa Te Ver Superar e anuncia nova data do show JOTA25 em São Paulo

jota quest
Mauricio Nahas

Há seis meses na estrada com turnê que celebra seus 25 anos de carreira, a banda Jota Quest curte o sucesso da empreitada e anuncia novidades para 2023. A primeira delas é que banda volta a São Paulo com o show JOTA25. A apresentação será dia 04 de março, no Espaço Unimed e os ingressos já estão à venda. Além disso, o Jota pretende lançar um registro audiovisual da turnê JOTA25 – De Volta ao Novo. E também, no ano que vem, chega o 10º álbum de inéditas do grupo.

Para aquecer as boas novas, os mineiros lançaram nesta quinta-feira, dia 15 de novembro, um EP reunindo remixes inéditos de seu último single Te Ver Superar, que segue, há 24 semanas, no Top10 do seguimento pop, nas rádios de todo o Brasil.

Com 4 faixas, EP “Te Ver Superar Remixes” traz 3 versões inéditas assinados pelos DJs/produtores Mary Olivetti, Alf Sá e Matheus Bala, além de versão acústica produzida pelo paulistano Renato Gallozzi.

“Estamos totalmente encantados com o resultado do EP. É sempre muito instigante ver uma canção que a gente já ama ganhar novas formas e horizontes. Mary, Alf, Matheus e Gallozzi arrebentaram nas novas versões. Cada qual com sua visão e estilo elevaram muito o astral da canção”, comenta Rogério Flausino.

As faixas ganharam videoclipes exclusivos produzidos pelo film maker mineiro Davidson Mainart, que também estarão disponíveis no canal da banda no Youtube, no dia 15, a partir das 21h. “Aliadas à parte visual, a capa e os videoclipes do Davidson Mainart, irão com certeza expandir nossa mensagem pra muito além das pistas… é isso aí meus amigos, “superar” sempre. Muito obrigado a todos eles por acreditarem no projeto”, completa o vocalista do grupo.

A faixa original Te Ver Superar, lançada em maio de 2022, teve a participação especial do cantor carioca Dilsinho, e estará no novo álbum de inéditas do grupo, 10° da carreira, em fase de finalização.

Sobre os artistas
MARY OLIVETTI: DJ e produtora musical brasileira Mary Lin Olivetti se jogou nos discos em 2002 em meio à efervescência da cultura clubber mundial, cenário base perfeito para suas notórias influências que se fazem presentes em seus DJ-sets até hoje. Com 20 anos de sólida carreira, Mary é obcecada pelo futuro e pelo passado da House Music transitando da Deep à Soul à Disco com senso de perspectiva histórica e profunda conexão com a pista de dança. Nos estúdios Olivetti estreou em 2019, ano que se formou em Produção Fonográfica pela Anhembi Morumbi (São Paulo). Em 2020, assinou o remix para a clássica “Cor de Rosa Choque”, de Rita Lee e Roberto de Carvalho, em trabalho que se tornaria um hit das pistas e a favorita da própria rainha do rock nacional, em seu fantástico álbum de remixes “Rita Lee & Roberto Classix Remix Vol. I”.

“Quando desliguei o telefone com PJ, baixista do Jota, fechei os olhos e um filme passou na minha cabeça. A banda que havia embalado minha adolescência acabava de ligar me encomendando um remix. Isso pra mim teve um simbolismo enorme, fui da menina que dirigia cantando “O Vento” à remixer do single do disco novo do Jota Quest e percebi o tempo passando ao meu favor trazendo maturidade e consistência ao meu trabalho”, conta Mary. “Quando ouvi Te Ver Superar pela primeira vez senti profundamente o arranjo original e traduzi cada acorde como uma real mensagem de superação. Realizei que aquela música poderia ser algo muito positivo para as pessoas que as ouvissem, que ao meu ver esta é a função do nosso ofício. É uma canção do bem, é a minha cara — fui em frente”.

Mary completa: Mandei pra minha mãe: ouve que linda, mãe, e ela, talentosa compositora, comentou sobre o trecho que diz ‘te quero ver com brilho nos olhos’ e contou que no momento em que eu nasci este foi seu único pedido: que seus olhos brilhem, Mary. Arrepiei. No estúdio dei um up no bpm, reconstruí a bateria, baixo, inúmeros canais de teclados, caprichei nos efeitos e rolou bem, estava satisfeita. O remix é pop e leva uma nova roupagem disco-dance, algo sobre o groove que curto, fiquei feliz com o resultado. Rogério Flausino sempre teve forte envolvimento com a dance music e gostaria que este trabalho fosse algo que agradasse não só a ele mas também toda a banda”.

ALF SÁ: Nascido em Fortaleza (CE) e criado em Brasília, o cantor, compositor, multi-instrumentista e produtor Alf Sá integrou bandas como Rumbora e Câmbio Negro (rap), dentre outras. Em 2013 iniciou projeto solo com sequência de singles e videoclipes e em 2017 lançou seu 1º álbum: “Você já está aqui”, explorando estilos como indie-rock, soul, afro-sambas e eletrônica. Nos últimos anos vem reinventando suas canções “ao vivo” em formato Live PA, lançando singles, produzindo novos artistas, trilhas sonoras para meditação (“Meditador Urbano Beats”), discotecando como DJ e mergulhando com gosto no mundo das remixes. Nesse universo, já reimaginou canções de Arnaldo Antunes, Autoramas e Johnny Monster, dentre outros.

MATHEUS BALA: Matheus iniciou carreira ainda no despertar da juventude: musicista, cantor, compositor, letrista, sonoplasta, DJ e produtor de música eletrônica, Bala é um apaixonado pela música. Baixista e guitarrista da banda Namoral, produtor de comerciais para rádio e TV, já brindou parcerias musicais com gigantes como Jota Quest, Gabriel Sater, Tuca Fernandes, Chico César e Kiko Zambianchi.

“Galgar sonhos não é tarefa fácil. Mas sonhos balizados no amor trazem sempre resultados de magia. Correndo para a história de meu início, 23 anos passados, tendo a acreditar que esta caminhada tem sido de escolhas mágicas. Minha grande reverência ao trabalho da banda Jota Quest fez com que nossos caminhos musicais se cruzassem. Após uma crise pandêmica de lutas colossais, a bonanza chegou trazendo para meu colo este remix de Te Ver Superar. Nada simples, nada fácil, mas o “mágico” estava no ar. Sintam o coração pulsando da beleza universal dessa faixa lapidada com toda a potência da magia do amor. Salve Jota! Salve a música!”, comemora Matheus Bala.

 

 

tritom

Tritom lança single “Anjo Meu”

Dubflow

Após pandemia, mercado de festas reaquece e DJs ficam em alta, diz Dubflow