Henrique e Juliano alcançam 4 bilhões de views no YouTube

Na última quarta-feira, (18), o canal oficial da dupla sertaneja Henrique & Juliano no YouTube atingiu 4 bilhões de visualizações. É a primeira vez que esse número é alcançado por um artista brasileiro. O top 3 em maior número de visualizações no canal, que soma 6,1 milhões de inscritos, é formado pelas músicas “Flor e o Beija-Flor” (334 mi), “Vidinha de Balada” (302 mi) e “Na Hora da Raiva” (265 mi).

No perfil oficial da dupla no Instagram, eles agradeceram o carinho dos fãs. “Vocês são responsáveis por tudo isso. Subir um vídeo novo para o canal e ver a resposta imediata dando likes, deixando comentários, compartilhando o vídeo com os amigos é extraordinário. A vocês todo nosso respeito, amor e dedicação”.

O álbum “O Céu Explica Tudo” traz 18 canções inéditas, algumas delas estavam na ponta da língua dos fãs na gravação, dando mais emoção ao trabalho gravado ao vivo. A produção musical contou mais uma vez com Eduardo Pepato, e as imagens a cargo de Fernando Trevisan, o Catatau. O cenário é de Zé Carratu.

Henrique & Juliano são considerados um dos artistas mais expressivos do cenário musical da atualidade.  Shows lotados, agenda cheia, recordes de acessos e de inscritos no YouTube e mestres em emplacar hits nas rádios e internet. Canções como “Cuida bem dela”, “Como é que a gente fica”, “Na hora da raiva”, “Até você voltar”, “Mudando de assunto”, Gordinho saliente”, “Recaídas” e “Não tô valendo nada” são exemplos disso e ficaram nos primeiros lugares das paradas de sucesso.

Hoje Henrique & Juliano é a dupla mais assistida nos shows com média de público de 40 mil pessoas e também a mais ouvida nas plataformas digitais. Sua agenda continua volumosa, eles fazem, em média, 20 shows por mês. Em pouco tempo se tornaram importantes expoentes da música sertaneja e são referências expressivas no atual cenário musical.

Via: Portal Sertanejo

 

Diplo se apresentará com Anitta e Pabllo Vittar no Prêmio Multishow 2017

Pabllo Vittar é destaque no “The Guardian”. Leia a matéria completa