Connect with us

Famosos

Henri Castelli cai no choro ao denunciar agressão grave e revela cirurgias

Avatar

Published

on

Henri Castelli
Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (11), Henri Castelli publicou uma série de stories em seu Instagram, reunindo detalhes sobre as agressões que sofreu. Com o rosto inchado e uma pequena ferida perto da boca, ele explica que decidiu dividir o que enfrentou no final do ano passado com “as pessoas que o querem bem”. “Vocês devem ter visto que eu dei entrada na Santa Casa de Alagoas no final do ano, por ocasião de um acidente na academia. A verdade é que não foi um acidente e não foi na academia”, revelou logo no início.

O relato

Em entrevista exclusiva ao hugogloss.com, o ator explicou que não houve uma briga. Segundo Castelli, ele sofreu a violência de forma gratuita e de surpresa. “Não houve briga, eu fui agredido covardemente, puxado pelo pescoço, por trás, sem que tivesse antes sequer conversado com qualquer uma das pessoas que me agrediram. Não me parece que isso seja uma briga, eu não consegui nem reagir, fui jogado no chão e recebi chutes e socos”, contou.

Henri garantiu que não conhecia os agressores até o momento em que as testemunhas fizeram a identificação. “Por sorte havia testemunhas que indicaram os agressores, do contrário eu não teria condições de dizer quem são. Não sei o motivo, como eu disse, eu não os conhecia antes e naquele dia eu sequer falei com eles”, frisou. Assim como a imprensa divulgou inicialmente, a agressão realmente fraturou gravemente a mandíbula do ator.

“[Foi uma agressão] totalmente arbitrária, violenta, agressiva, sem motivo algum. E ainda que eu tivesse xingado alguém não justificaria quebrar o rosto da pessoa em dois. Como eu disse, já temos os depoimentos das testemunhas, pessoas que se ofereceram para dizer o que aconteceu“, afirmou Henri Castelli, que reforçou não ter conseguido reagir pela surpresa do ataque. “Foi tudo muito rápido, ao mesmo tempo em que pareceu uma eternidade, enquanto eu levava socos e chutes. Só me levantei quando as pessoas interviram, não tive chance de reação porque sequer percebi que pudesse ser agredido”, acrescentou.

Questionado se a primeira versão da história – do acidente na academia – poderia prejudicar a legitimidade da versão divulgada agora, o artista revelou ter provas suficientes de tudo que aconteceu naquele dia. “Antes de mais nada se eu fosse responsável por algo eu diria, até porque há câmeras no local e testemunhas, de modo que a legitimidade da minha narrativa será atestada, também, através dessas questões”, garantiu. Henri Castelli aproveitou para explicar por qual motivo decidiu não trazer à tona o que ocorreu logo de cara.

“Eu estava longe da minha família, com a boca pendurada, como que eu iria ligar para a minha mãe e falar: ‘Mãe, eu apanhei, quebraram a minha boca, mas eu estou bem’. Minha mãe somente soube do que verdadeiramente aconteceu depois que eu saí da cirurgia e fui para casa, eu pessoalmente quis falar com ela. A minha única preocupação era não assustar a minha mãe, meus filhos, em momento algum pensei em agir para legitimar ou não a minha palavra”, argumentou.

Após receber os primeiros atendimentos médicos na Santa Casa, Henri ainda precisou seguir viagem para Fernando de Noronha, onde tinha uma série de compromissos profissionais. No dia 8 de janeiro, o ator passou pelas cirurgias necessárias em São Paulo, e já se recupera em casa, aguardando o desfecho da história. “Que os agressores sejam punidos, que haja Justiça e que eu não fique com sequelas”, torceu.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement