Grupo Trilo lança música e clipe “Qual é o Pensamento”

1
Foto: Rodney Machado

O Grupo Trilo, a mais nova contratação da Universal Music Christian Group, anuncia para o dia 27 de outubro, o lançamento música “Qual é o Pensamento”, em todas as plataformas digitais. Composta por Júnia Soares, a faixa conta um clipe, que foi gravado no estúdio Sonastério, localizado nas montanhas de Nova Lima, em Minas Gerais.

“Tive o privilégio de cantar essa música e ela falou comigo de uma forma bem especial. A correria dos dias de gravação estava me deixando bastante preocupado em fazer tudo ficar perfeito, e aí a própria letra da música veio de encontro ao meu coração um dia antes de gravar, trazendo a calma que eu precisava para seguir adiante”, comentou Jorapê, um dos vocalistas do grupo.

Formado por Jotapê, Nic Medeiros e Salomão, Trilo é um grupo cristão que aposta na mistura de sonoridades brasileiras abrangendo nova MPB, ritmos nordestinos como xote, forró, baião e passa em ondas R&Bcontemporâneo, com letras que abordam sobre importantes temas atuais, como inclusão social, preconceito, aceitação, comportamento, cidadania, entre outros assuntos.

Conheça os integrantes do Trilo:

Jotapê:

De forma natural e bem espontânea, Jotapê começou a cantar aos seis anos de idade. Sua mãe, Juceli, cantava nos cultos da igreja em que seu pai, Dorgival, ministrava como pastor. Durante sua infância, o cantor assistia sua mãe ensaiando em casa. Quando ele a ouvia errar uma nota, a corrigia, cantando como ele achava que seria o certo. Foi quando sua mãe percebeu a sua sensibilidade musical e o colocou pra cantar na igreja, ainda pequeno. Na adolescência, Jotapê criou um canal no YouTube, onde cantava covers de músicas seculares, sempre tocando o ukulele. Até hoje ele apresenta em seu canal no YouTubeversões de músicas que falam sobre o amor de Deus. Desde adolescente, ele conhece as músicas de Salomão, que sempre admirou. Mais recentemente, ele, Nic e Salomão se conheceram através das redes sociais.

Nic Medeiros:

A música na vida da cantora surgiu através de sua família, ao lado de quem Nic sempre ouviu música e todos os estilos. Quando Nic Medeiros tinha seis anos, seu pai, Sidney, chegou a gravar um CD independente, que contou com a participação especial de sua mãe, Karina. Os dois foram a sua primeira escola. Aos 13 anos, Nic ganhou o seu primeiro violão e, desde então, passou a se dedicar ao instrumento e mais ainda ao canto. A cantora sempre postava seus vídeos na internet. Foi numa das redes sociais que ela conseguiu ser notada por seus covers e versões. E dessa maneira que Alex Passos e Salomão conheceram o seu talento e a convidaram para o projeto. Nessa mesma época, Nic conheceu Jotapê, que também fazia covers. “Quando soube que o Alex também estava interessado no JP para o projeto fiquei muito feliz e ansiosa pra ouvir o resultado de nós três juntos. Hoje me vejo crescendo com eles e aprendendo demais, tanto de música quanto de vida”, diz Nic.

Salomão:

Também conhecido como “Salomão do Reggae”, Salomão é cantor, compositor, diretor vocal e produtor. Começou a cantar nos anos 90, como vocalista da banda de blackmusic/soul Canal de Deus. Andando pelas ruas de Cabo Frio, cidade da região dos lagos do Rio de Janeiro, onde mora desde seus nove anos, brotou em seu coração um chamado muito específico: transmitir o amor de Deus a pessoas que são geralmente rejeitadas ou marginalizadas pela sociedade. Ficando muito perto do mundo hippie e outras vertentes, percebeu que o reggae era uma linguagem para eles. Em 2001, ele compôs sua primeira canção do gênero, intitulada “Jesus o sol e o reggae”. Há quase 20 anos usando o reggae para a evangelização, Salomão aparece pela primeira vez no YouTube em 2007, depois que um amigo gravou um vídeo seu e subiu na plataforma. Nessa mesma época, outros vídeos surgiram,já com a segunda formação da banda Rugido Reggae. Quando soube que estava no YouTube, Salomão foi pesquisar e descobriu que o vídeo de sua canção “Baseado em quê” estava com o nome de “Salomão do Reggae”, nome dado a ele carinhosamente por seus fãs. Em novembro de 2010, Salomão fez o seu primeiro vídeo autoral para YouTube, que contava a história de seu primeiro reggae. Apesar de sua intrínseca relação com o gênero musical jamaicano, Salomão tem o privilégio de nunca ter usado drogas, mesmo assim adquiriu uma vasta experiência no cuidado a pessoas que passavam por esse problema, extraindo delas a linguagem das ruas e as colocando em músicas como “Baseado em quê” e “Menina tatuada”.

Written by Gustavo Neves

Além de gerenciar o conteúdo do portal, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica com serviços prestados à gravadoras e grandes artistas.

alok em casa

Vivo e Alok fecham parceria que envolve música, conteúdo e tecnologia

Pirate Snake estreia recheado de simbolismos e homenagens na Hood Politics com seu novo EP 22Black Mamba22

Pirate Snake estreia recheado de simbolismos e homenagens na Hood Politics com seu novo EP “Black Mamba”