Graciela Soares se inspira na obra de Carolina Maria de Jesus para o lançamento de single

Despejo é o primeiro trabalho autoral lançado pela cantora e compositora paulistana, que mostra os desafios de ser uma mulher preta, mãe e trabalhadora. Considerada uma das principais vozes da música brasileira, Graciela Soares tem em seu principal campo de pesquisa musical a exploração das possíveis sonoridades vocais junto com a experimentação rítmica.

Graciela Soares se inspira na obra de Carolina Maria de Jesus para o lançamento de single
Foto: Marcos Alonso - Casa Mariguela

A partir do 7 de junho, a cantora e compositora Graciela Soares apresenta nas principais plataformas de áudio o seu primeiro single autoral Despejo, confira o link do Save The Date https://onerpm.link/981596907839. Baseado em um trecho do livro Quarto de Despejo da escritora Carolina Maria de Jesus, a canção Despejo conta com a parceria musical de Marcos Soares e Henrique Braga.

Depois de muitos anos se apresentando em diversos trabalhos coletivos, entre eles o projeto Corredeiras com Pedro Barsa e o coletivo Čao Laru, a cantora paulistana mergulhou na própria história para entrar em estúdio e gravar sua primeira música autoral.“Eu me influenciei muito na história de força da Carolina Maria de Jesus, que tem muita relação com o que eu vivo no meu dia a dia e decidi me expressar através de Despejo” conta ela.

Pautada pelos ritmos da música brasileira, a obra traz relatos e desabafos de uma mulher preta, mãe e que vive os desafios de sobrevivência de seu dia a dia. “Ter onde morar, parede e teto para chamar de lar. Ter o meu lugar e dentro dele poder me encontrar. Vou desenhando um plano para sobreviver, dia após dia, noite dorme e depois outra vez”, diz um dos versos da obra.

Estudiosa da cultura africana e de sua ancestralidade, Graciela Soares e seu grupo Tihangana, formado pelos músicos Marcelo Santhu e Otis Selimane, fizeram recentemente uma pesquisa minuciosa sobre o disco “O Canto dos Escravos” (1982), de Tia Doca, Geraldo Filme e Clementina de Jesus.

Esse álbum é fruto dos saberes linguísticos e de resistência de povos negros escravizados nos séculos 17 e 18, mais especificamente na região de Minas Gerais, e foi transformado em um documentário apresentado pelo projeto Música no Quintal e os Vissungos, disponível na página do Youtube do projeto Musica no Quintal.

Sobre a artista

Graduada em música popular na Unicamp, Graciela Soares é mãe, educadora musical e cantora nos projetos: Banda Adube, Cao Laru, Projeto Corredeira, Grupo Migrantes da Marginal e Bloco Nu Vuco Vuco. A participação em diversos trabalhos artísticos caracteriza sua música com influências de diferentes estilos e estéticas. A exploração das possíveis sonoridades vocais junto com a experimentação rítmica é um dos campos da sua pesquisa musical.

foto de perfil de gustavo neves author do pop cyber

Escrito por Gustavo Neves

Gustavo Neves é um jornalista experiente na cobertura de notícias nacionais e internacionais. Com uma paixão inabalável pela música, tem se destacado em diversas áreas. E-mail: [email protected]

Solarrio lança “All The Wrong Places”

Solarrio lança “All The Wrong Places”

Titãs e Bruna Magalhães

Titãs e Bruna Magalhães unem vozes, pelo projeto Microfonado, na faixa “Porque Eu Sei Que É Amor”