Entrevista: Nina Fernandes lança o aguardado clipe de “Arroz com feijão”

Nina Fernandes, 19 anos, uma das grandes apostas da nova cena da música brasileira, lança hoje (30), em seu canal oficial no YouTube, o aguardado clipe da canção “Arroz com feijão”, que conta com a participação especial do duo OutroEu, formado pelos músicos Mike Tulio e Guto Oliveira.

Como foi o processo de criação do videoclipe de “Arroz com feijão”?

Estou muito feliz em estar realizando o lançamento do clipe de “Arroz com feijão”, o videoclipe se baseia em uma narrativa, conta pequenas pequenas histórias, o elemento surpresa com certeza é o final. Assista! 

Quem são as pessoas que estão por trás de “Arroz com feijão”?

Essa musica é de autoria minha com OutroEu. O Mike já tinha um esboço da canção, e há 3 anos quando a gente se conheceu, ele me mostrou a letra e disse que precisava de uma voz feminina para complementar a faixa, e também por se tratar de uma dualidade; “Arroz com feijão”. 

Qual a principal mensagem você pretende passar para os seus fãs com o novo clipe?

A minha ideia era explorar esse universo lúdico do parque de diversões e de um amor que é cheio de “clichês” através do humor e ironia, basicamente uma piada, o clipe demonstra que nem tudo e como a gente imagine em uma relação. 

No próximo dia 14 de junho (sexta-feira), você faz sua estreia em palcos cariocas, no Solar de Botafogo. Como está sendo a preparação e as suas expectativas?

Eu estou muito feliz de estar indo pro Rio de Janeiro, grande parte da família e carioca, o Rio é minha segunda casa, fiz dois shows lá no último ano, acredito que será muito emocionante. 

Como foi a seleção de músicas para o repertório de seu novo show?

Nós montamos uma sequência que mistura músicas dos meus últimos trabalhos, também incluímos versões de músicas brasileiras, o meu objetivo é atingir todo o tipo de público, seja adulto, jovem e até mesmo mais novos que eu! 

Podemos aguardar o lançamento de um novo EP?

Quero aproveitar esse momento para divulgar as músicas do meu último EP, mas definitivamente, sim, tenho algumas ideias em mente e algumas faixas que provavelmente farão parte de um novo EP ou possível álbum. 

Você acha que o comportamento de quem consome música, esse imediatismo e prazo de validade rápido dos lançamentos, pesa nessa balança?

Na minha opinião, um álbum é muito importante para a estrutura de um artistas, talvez daí que venha a minha incerteza, o álbum tem todo um conceito por trás, e sou obrigada a contar uma história, já um EP ou singles paralelos ás vezes parece uma solução mais viável nos dias de hoje, mas com certeza eu tenho ótimos projetos para o lançamento de um álbum,

 

 

Paulo Londra estreia “Homerun”, primeiro álbum da carreira, no TOP 200 Global

Entrevista: Nat Guareschi lança single e clipe de “Outro ar”