Connect with us

Entrevistas

ENTREVISTA: Gabô Pantaleão, o novo fenômeno das redes sociais

Julia Diniz

Published

on

IMG 08211

Durante a pandemia que atingiu o país e o mundo, muitos nomes se tornaram conhecidos na internet por começarem a produzir conteúdo enquanto viviam o isolamento social. Entre eles, a influenciadora e criadora de conteúdo Gabô Pantaleão, que vem crescendo diariamente nas redes sociais e trazendo alegria para o público com seus conteúdos divertidos no instagram.

“Meu maior objetivo como criadora de conteúdo é poder fazer as pessoas me assistirem e nem que seja só por um minuto, elas esquecerem que estamos vivendo um caos”, afirma Gabo em entrevista ao Portal Pop Cyber (Confira a entrevista na íntegra abaixo).

O sucesso de Gabo começou a ganhar vida em junho de 2020, após a publicação de um vídeo reagindo ao criador de conteúdo Mário Jr, que estava em alta na época. Logo, os seguidores e compartilhamentos começaram a aumentar cada vez mais.

Com quase 300 mil seguidores no instagram e mais de 366 mil no tik tok, além de todo o carisma e a veia cômica que ela carrega e a faz conquistar milhares pessoas na internet, Gabo traz uma representatividade necessária sendo uma mulher lésbica e que luta contra os preconceitos vividos pela comunidade LGBTQIA+.

Tik toks incríveis, vídeos no feed e reels do instagram pra lá de divertidos, caixinha de perguntas nos stories, caixinha de perguntas para comentar fofocas, quadro avaliando perfis no tinder… Com essa variedade incrível de conteúdos postados diariamente nas suas redes sociais, principalmente no instagram, ferramenta de trabalho atual da influenciadora, Gabo produz um entretenimento destinado para todas as pessoas e atinge todos os tipos de públicos com seu incrível dom humorístico.

Aproveite para seguir a Gabo no instagram clicando AQUI! 

Claro que não poderíamos deixar de conversar com esse grande nome da internet atualmente. Em entrevista ao Portal Pop Cyber, Gabo contou um pouco mais sobre como está sendo a criação de conteúdo, falou também sobre a luta contra preconceitos, representatividade LGTQIA+ e feminina no campo humorístico brasileiro e sobre como está sendo viver esse crescimento diário nas redes sociais. Confira a entrevista:

Portal Pop Cyber – Você começou a ganhar notoriedade nas redes sociais por meio da paródia reagindo a um vídeo do Mário, certo? Quando você gravou o vídeo, você pensou que em algum momento ele poderia viralizar a esse nível? Como foi ver esse retorno?

Gabo – Meu primeiro vídeo foi realmente reagindo ao Mário. Foi em 16 de Junho de 2020. Eu não imaginava. Postei na cara e na coragem porque fazia uns quadro nos stories, mas nunca tinha postado nada no feed. Postei primeiro no twitter e ele viralizou. Depois eu migrei para o instagram e a galera começou a me acompanhar por lá também. Foi uma surpresa para mim. Eu não imaginava que fosse vitalizar no nível que chegou. Acho que foi uns 10 mil retweets, umas 40 mil curtidas. Depois, com os comentários do pessoal pedindo para gravar e me incentivando, eu decidi continuar e estou aí até hoje. Hoje produzo conteúdos diferentes do que eu comecei, porque antes era reagindo ao Mário, mas vem dando super certo. Pretendo continuar levando alegria para esse povo aí!

Portal Pop Cyber –  Pouco tempo depois você também voltou a viralizar com o vídeo em que te perguntam se você é bissexual e você dá a melhor resposta possível. Hahaha! Acredita que esse vídeo foi um complemento e despertou ainda mais a atenção da galera para você?

Gabo – Sem sombra de dúvidas. Esse do bissexual foi o segundo vídeo que viralizou muito. É nele que eu falo mal de macho né? Ele viralizou e tomou proporções imensas, muito mais que o anterior. Eu não imaginava também porque eu estava simplesmente respondendo caixinha de pergunta dos stories, como eu sempre faço. É o que eu mais gosto de fazer para me conectar com o meu público, para ouvi-los, tirar todas as dúvidas deles, conversar, enfim… Rodou o mundo esse vídeo. Acho que é o mais visto do meu tik tok, deve ter umas 2 milhões de visualizações. No instagram também foi o vídeo que mais tive comentários, curtidas e visualizações. Com certeza vieram muitas pessoas para o meu instagram, tik tok e twitter através desse vídeo porque postei em todas as redes sociais. Foi um alavanco. Eu estava com 120 mil, 150 mil seguidores e bateu 200 mil brincando. Esse vídeo, sem duvidas, contribuiu para a galera chegar mais e acompanhar meu conteúdo.

IMG 0829 scaled

Fotografia: Woulthamberg

Portal Pop Cyber –  Precisamos falar sobre representatividade. Você é lésbica assumida e traz o assunto para o seu conteúdo diariamente, seja com um despertador (Icônico) ou caixinhas de perguntas. Vivendo no país que vivemos hoje, com tanto preconceito e ódio estabelecido na sociedade, o quão importante você considera a retratação do assunto por meio de influenciadoras digitais?

Gabo – Em questão da representatividade eu sempre me prometi, no começo, quando vi que estava dando certo e que estavam mesmo me seguindo, que eu usaria minha voz para conscientizar pessoas e quebrar o preconceito de uma forma leve. Que fazer as pessoas pararem para pensar: “Poxa, ela é engraçada e a orientação não influencia nesse humor”. Eu retrato muito que sou sapatão para as pessoas se acostumarem com isso, com esse termo e se divertirem independente da orientação sexual. Já recebi inclusive perguntas se eu odiava os héteros. E não gente, eu não odeio os héteros. Eu estou fazendo hoje nas redes sociais o que eu gostaria que alguém fizesse comigo quando eu tinha 12, 13 anos e que estava confusa e com um conflito interno por estar me descobrindo. Queria que alguém chegasse pra mim e falasse que estava tudo bem eu ser sapatão, que estava tudo bem gostar de mulher e que eu não era a única no mundo. Só que não tinha nenhuma representatividade na época. Foi um período bastante complicado e conturbado para mim porque eu não tinha nenhum exemplo de lésbica para dizer que estava tudo bem. Eu tento hoje passar para as minhas seguidoras, tanto mais velhas quanto as mais novas que estão se descobrindo, que não fiquem perdidas e não passem por esse momento de agonia e aflição que passei quando era mais nova. Tento quebrar o preconceito com esse humor e fazer com que nós, lésbicas masculinas, sejamos cada vez mais notadas. É um papel que não temos muita visibilidade ainda. Tem um preconceito como o todo, mas em suas particularidades tem alguns preconceitos específicos e eu tento justamente acabar com isso.

Portal Pop Cyber –  Você vem ganhando o seu espaço no mundo humorístico brasileiro. Além do seu espaço como mulher no ramo da comédia, como você o espaço de mulheres lésbicas com visibilidade nesse universo?

Gabo – De uma forma geral, o cenário de humor brasileiro para mulheres ainda é um pouco carente. Você vê a maioria dos humoristas brasileiros homens ocupando diversos lugares, seja na televisão, rede social, cinema, etc. Para mulher lésbica é difícil. Sendo uma mulher lésbica e masculina é ainda mais difícil. Eu tento mostrar para as pessoas que eu consigo fazer isso, sabe? Sendo uma lésbica masculina, independente de o meu conteúdo ser voltado para assuntos LGBTQIA+ ou não. Eu não tenho só conteúdo que apenas lésbicas, gays e etc possam se identificar. Eu tenho conteúdos diversos onde reajo a várias coisas, desde um rapaz passando vergonha e sensualizando na internet, até um prato de comida ou etiqueta de boas maneiras que as pessoas tentam passar para a gente. Meu conteúdo é geral e não se resume apenas ao LGBTQIA+, mas sempre aproveito e sempre vou aproveitar a minha visibilidade para tocar nesse ponto. Por fim, ainda acho muito carente o cenário das mulheres brasileiras no humor. Acredito que nós, mulheres e LGBTQIA+ também devemos ocupar ainda mais espaço sim.

Portal Pop Cyber – A gente sabe que nem todos os dias acordamos com a melhor animação possível. Antes você trabalhava como social media, hoje trabalha diretamente com o seu instagram. Como está sendo para você diariamente viver a rotina de acordar e ir criar seu conteúdo, produzir os despertadores e etc?

Gabo – Realmente a gente acorda e demora um pouquinho para pegar o ritmo. Mas é o que eu estava falando com uma amiga minha um dia desses. Ela perguntou: “Mas como que tu faz? Você acorda todo dia com aquele humor?”. Não, minha gente! Não acordo todo dia com o humor impecável, mas eu acordo e vou pensando nas coisas boas e lembrando que tudo está dando certo. Agora assim, só colocar um forrózinho, um Aviões do Forró que eu já me empolgo e levanto da cama dançando e aí aproveito para a gravar. Já gravo e começo meu dia (risos). Mas nem sempre acordamos com aquele humor impecável não. Eu sempre tento parar para pensar na minha vida, de uma forma muito maluca porque foi no meio de 2020 que tudo aconteceu. Foi no meio de uma pandemia e eu só penso que fui abençoada com essa visibilidade toda e que consigo hoje fazer meus trabalhos com o instagram. Larguei a minha outra profissão em que eu era social media e tinha meus clientes aqui em Maceió. Tive que largar por conta da pandemia também. Quando as coisas se flexibilizaram mais eu não voltei e decidi me dedicar totalmente ao instagram e às redes sociais porque era uma coisa que eu pensava assim, se tem algo que eu quero fazer e trabalhar gostando muito é com o instagram. Não pensei duas vezes em me dedicar totalmente ao instagram e graças a Deus está dando certo. As publis estão vindo, o trabalhos… Só torço para que cresça cada vez mais.

Portal Pop Cyber –  Inclusive, seus números veem crescendo com uma rapidez impressionante. Como está sendo isso para você?

Gabo – Realmente, eu cresci muito rápido. Meus seguidores chegaram muito rápido. Eu não esperava isso. Aconteceu de viralizar um vídeo atrás do outro, a galera ir compartilhando e novos seguidores chegando e chegando. Diversos perfis de fofoca foram postando também e a visibilidade só ia aumentando. Foram muitos compartilhamentos. É maravilhoso. Graças a isso os números vêm aumentando muito rápido. Sabemos que terei momentos que vou voar, outros que vou dar uma parada, mas isso é normal, acontecer. Estou aproveitando o máximo essa fase e produzindo conteúdo a todo o vapor. Também tem um projeto para estrear um canal no youtube, já que o pessoal gostou muito das histórias que eu conto da minha vida e dos perrengues que já passei. Estou pensando em levar tudo para o youtube em um projeto que está por vir. Além disso, alguns standups que super me vejo fazendo. Já recebi convites inclusive de fazer standup fora da minha cidade. Estou planejando e tendo reuniões para que isso venha a acontecer brevemente

Portal Pop Cyber – E para terminar… No momento atual, qual o seu maior objetivo como criadora de conteúdo?

Gabo – Meu maior objetivo como criadora de conteúdo é poder fazer as pessoas me assistirem e nem que seja só por um minuto, elas esquecerem que estamos vivendo um caos. Foi um ano difícil para todo mundo. Eu quero levar leveza através do meu humor para as pessoas para que elas se esqueçam dos problemas. Além disso, também quebrar o preconceito com meu humor. Eu vejo muitos heterossexuais me mandando mensagem: “Olha, eu sou hétero, mas eu amo seu conteúdo”. Gente, está tudo bem. O humor é para todo mundo. Não se apeguem a isso. Eu falo muito de sapatão, de lésbica masculina, mas o meu conteúdo é para todo mundo. Quero levar entretenimento às pessoas, fazê-las se divertirem e ajuda-las a esquecerem os problemas, nem que seja por um minuto, 20 ou 30 enquanto olham meu instagram. Também quebrar o preconceito de uma forma geral.

Jornalista formada, trabalha na área desde 2017. Possui a própria empresa de assessoria de comunicação e é apaixonada pelo meio artístico e audiovisual. E-mail: [email protected]

Advertisement