Eduardo Costa lança DVD “Um Novo Cara”

Eduardo Costa
Foto: Verônica Porto

“Eu nunca fiz música para participar do mercado. Eu sempre quis gravar minhas músicas por amor ao que eu faço, é um padrão que eu sempre tive e quero manter enquanto Deus me der a oportunidade de cantar”, diz Eduardo Costa. Apesar de toda a mudança ao longo dos anos, o cantor sertanejo ainda surpreende seus fãs por manter a autenticidade de seu repertório. O DVD “Um Novo Cara” renova em 12 faixas mescladas com a originalidade dos arranjos dos anos 90 e sonoridade moderna. O projeto audiovisual, com a canção foco “A Minha Saudade”, chega em todas as plataformas digitais nesta sexta-feira, 01 de julho.

Marcando uma nova fase deste romântico, “Um Novo Cara” reacende a essência de Eduardo Costa, com características que surgiram ali em meados dos anos 90. “Essa foi a época de ouro da música, quando tinha guitarras tocando, arranjos de cordas, piano, baterias… só tinha naquela época. Eu gosto de ser moderno, mas nada é mais moderno que os anos 90”, revela. Mas, sem esquecer a beleza da atualidade.

Em uma nova fase da vida, Eduardo Costa se enxerga diferente: “eu mudei muito meu jeito, a minha forma de me expressar. Sinto que as minhas mudanças transparecem neste lançamento, por isso que escolhi “Um Novo Cara” como o nome do DVD, acho que diz muito sobre a minha evolução, minha mudança”, completa. Além de encabeçar o nome do projeto, esta é 10ª faixa de regravação da dupla Althair e Alexandre, com composição somente de Alexandre. Todas as músicas têm produção musical assinada pelo próprio artista junto a Romário, já a direção dos vídeos ficaram por conta de Philippe Norman.

A inspiração no passado é apenas uma parte da novidade. As regravações presentes no DVD recebem nova roupagem, com toques modernos, efeitos tecnológicos, bastante instrumento e a voz profunda de Eduardo. São elas: “Como Esquecer de Você” de Leonardo, e as músicas “Olhos de Lua”, “Você Mudou Demais”, “Felicidade Que Saudade De Você” da dupla Zezé Di Camargo & Luciano. “Essa época é a que mais tenho identificação, foi a época em que eu estava me descobrindo como artista. Eu ficava louco quando saia discos de João Paulo & Daniel, Chitãozinho & Xororó, Leandro & Leonardo, Zezé Di Camargo & Luciano, todos são importantes para o meu som”, conta.

Written by Redação

Trazemos diariamente conteúdo original e informativo para o público que quer acompanhar, em tempo real, os acontecimentos no cenário do entretenimento nacional e internacional.

Turma do Pagode anuncia DVD em comemoração aos 20 anos de carreira

“Love Touch”: primeiro episódio da série já está disponível