Dua Lipa é a artista internacional mais ouvida no Brasil em 2020 na Deezer; confira o ranking completo

Live studio 2054 de dua lipa quebra recorde mundial com mais de 5 milhões de pessoas ao vivo
Umas das estrelas de 2020 é também a líder do ranking de artistas gringos mais ouvidos no Brasil: Dua Lipa. E o sucesso não para por aí. Após toda a repercussão de “Don’t Start Now” no país, com a Manu Gavassi dançando a coreografia quase que diariamente durante sua passagem pelo Big Brother Brasil, essa é a segunda música internacional mais ouvida neste ano no país.

Ariana Grande e Lady Gaga, que bombaram esse ano com o feat “Rain On Me”, também dominaram as paradas: em segundo e terceiro lugar entre as mais ouvidas, respectivamente. Provando que não só de divas pop se mantém um ranking, J Balvin, The Weeknd e Ed Sheeran também estão entre os 10 artistas internacionais mais tocados no Brasil.

Entre as 10 músicas gringas que mais tocaram no país ao longo do ano, 2 são hits que viralizaram em vídeos do Tik Tok, mostrando a força desta rede por conta de suas coreografias e desafios, são elas: Dance Monkey de Tones and I, e “Lose Control”, de Becky Hill, GOODBOYS e Meduza. Os astros do pop Shawn Mendes, Camila Cabello, Justin Bieber e Harry Styles também não ficaram de fora e tiveram seus singles emplacados no top 10.

Quer ficar por dentro de tudo e conferir em um só lugar tudo que rolou neste ano? Acompanhe no canal Melhores de 2020 .

Confira abaixo o ranking completo:

Artistas internacionais mais ouvidos no Brasil em 2020 na Deezer:

1- Dua Lipa

2- Ariana Grande

3- Lady Gaga

4- J Balvin

5- The Weeknd

6- Beyoncé

7- Ed Sheeran

8- Billie Eilish

9- Imagine Dragons

10- Maroon 5

Written by Gustavo Neves

Além de gerenciar o conteúdo do portal, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica com serviços prestados à gravadoras e grandes artistas.

anitta made in honorio

Os 10 artistas do Pop Nacional que mais bombaram em 2020

Choice lança nova mixtape 22Reais Mesmo Vol.122

Choice lança nova mixtape “Reais Mesmo, Vol.1”