Connect with us

Música

Djonga, BK e Froid lançam EP Egito

Published

on

Djonga BK e Froid scaled
(Foto: Cadu Andrade)

2017 foi o ano lírico. Para quem conhece a cena do rap, foi mais ou menos nesse período que o gênero voltou a ganhar corpo e a atingir números grandiosos na internet. Graças à gravadora Pineapple Storm, que criou o projeto audiovisual “Poetas no Topo”, no YouTube, uma nova geração de letristas de periferias do Brasil inteiro teve um espaço para expor suas angústias em forma de arte. E foi a partir desse movimento que surgiram álbuns importantes, como “Castelos e Ruínas” (2016), do rapper BK’; “O Pior Disco Do Ano” (2017), do Froid, e Heresia (2017), do Djonga.

Agora, os três estão de volta em mais um projeto da Pineapple. “Egito” é o nome do EP e do destino que os rappers foram para escrever e produzir suas letras. Numa espécie de viagem para fora e para dentro, as 5 faixas flertam sobre suas trajetórias e suas ascensões através do rap, colocando o dedo na ferida de algumas questões brasileiras vistas de longe – de um lugar e de um tempo em que os três já estão consolidados como grandes artistas.

Dessa maneira, eles abrem os trabalhos com o lançamento da faixa “Nasci Pra Ser Grande” no dia 06 de outubro. O single retoma a lírica pela qual são conhecidos – foi pelo poder da palavra que conquistaram o seu espaço. Como canta Djonga: “fiz até cego ver o mundo através dos ouvidos”. E, do mesmo jeito em que narram o presente olhando para o passado, eles lançam a música “Radin” no dia 08, relatando suas conquistas e farras sem esquecer “dos muleques visão no radin”.

As faixas “Esquema de Pirâmide” e “Lugar Bacana”, que mais fazem referências à viagem dos artistas, saem no dia 11 e 13 de outubro, respectivamente. No estilo drill, um estilo de trap sombrio que tem crescido bastante por aqui, a primeira mostra a força que eles tiveram para seguir no rap – tanto no conteúdo quanto na forma, com o flow agressivo e característico de cada um. E como BK’ canta “tu nunca sentiu a dor, não venha falar de amor”, a segunda é um love song egípcio à maneira dos três.

“A Pior Música Do Ano Pt.2”, um boom bap que complementa a faixa “A Pior Música do Ano” do álbum Froid de 2017, sai no dia 15 de outubro e fecha o EP mais aguardado do rap nacional. Assim como naquela faixa, a letra reverencia o gênero que mudou a vida de cada um deles, passando por versos que ficaram cravados na carreira do BK’, do Froid, do Djonga e até da Pineapple. Se o rap feito na rua atinge o topo das paradas hoje em dia, foi porque a gravadora independente viu a força dessa nova geração.

Advertisement