Dilsinho conta segredos inéditos das músicas do seu novo álbum “Open House”

Recentemente, Dilsinho lançou o álbum “Open House”, gravado ao vivo com pegada dançante e que já tem hits no topo das paradas, como “Sogra”, cantada em parceria com Henrique e Juliano. Com músicas que se dividem entre o romance e a farra, agora, no Faixa a Faixa , projeto original da Deezer, Dilsinho conta as curiosidades e detalhes dos bastidores das gravações.

“Tem um gostinho especial, é o primeiro álbum que participei ativamente da produção musical, então está sendo muito gostoso ver a galera curtindo cada música, os arranjos que a gente pensou, as novidades que a gente sempre se propôs a fazer. Estou muito feliz com o resultado deste álbum e tenho certeza que vai tocar o coração de vocês”, conta o artista.

“Onze e Pouquinho” abre o álbum com leveza. “É uma música que as pessoas podem cantar sorrindo”, define Dilsinho, feliz pelas pessoas conhecerem um outro lado dele como cantor e artista.

“Misturado” é uma música que fala de um casal que mistura a vida, os corações, e Dilsinho aproveitou para contar que está entre as pessoas que ainda acreditam que relacionamentos dão certo. Continuando na sequência de “love songs”, “O Meu Coração é dela” tem a ver com os relacionamentos atuais, e ele conta que as pessoas costumam se identificar na história da música.

“Refém” e “12 horas” são sucessos antigos que não poderiam ficar de fora: “vou cantar essas até o resto da minha vida, são músicas que as pessoas não estão acostumadas a pular”, diz ele. Em”Astronauta”, a música comprova que ele anda nas nuvens. “Essa música tem um final surpreendente, e eu sempre gostei de histórias que são diferentes, que chamam atenção. Todo mundo que pediu espaço para alguém já viveu um pouco de astronauta”, conta Dilsinho.

Saindo do bloco romance, e entrando no mood da farra, “Me Deixa Pra Lá”, com Altitude 67, é a música pra deixar a galera “com o ombrinho balançando”. “Combinado não sai caro” é pra quem realmente não quer viver um amor, só quer um lance. Para complementar, “Beijo de garrafa” segue a mesma linha e “é pra mostrar que “mais vale uma ressaca, do que um coração partido”, revela o cantor.

Ficou curioso para ouvir mais histórias dos bastidores das gravações? Clique aqui e veja este conteúdo exclusivo da Deezer.

E para os fãs de Samba e Pagode, ainda tem mais: Dilsinho assumiu o controle da curadoria do canal de Samba e Pagode da Deezer. Vale a pena conferir as playlists Pagodelícia, Pagonejo, Hits do pagode, Trilha do churrasco e Radar pagode. Tá esperando o que para dar o Play?

Written by Gustavo Neves

Além de gerenciar o conteúdo do portal, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica com serviços prestados à gravadoras e grandes artistas.

LUISAZAAC6 1 1 scaled e1597793516241

Neymar chega a jogo da Champions League ao som de “TOMA”, single de Luísa Sonza com Mc Zaac

cauan dupla cleber e cauan

Cauan, cantor que ironizou coronavírus em março está em estado grave