Criolo, Rael e Mano Brown levam, ao Doce Maravilha, uma São Paulo que viveram fora dos cartões postais

O trio fará sua primeira performance especial, no Rio de Janeiro, no palco do Jockey Club, dia 25 de maio (sábado)

CRIOLO RAEL E MANO BROWN DOCE MARAVILHA by Jef Delgado3 scaled scaled POP CYBER
Jef Delgado

Criolo, Rael & Mano Brown, três artistas que se cruzam profissionalmente e pessoalmente, sendo os principais pontos de encontro o local de onde vieram e para a cena musical que foram. O trio nasceu e cresceu no extremo sul da capital paulista, vivenciando uma São Paulo diferente da divulgada em cartões postais ou publicações.

Esse encontro ocorrerá na segunda edição do Festival Doce Maravilha, com curadoria de Nelson Motta, no Rio de Janeiro, dia 25 de maio, no Jockey Club (zona sul). O lineup também conta com encontros de outros artistas consagrados no palco. Ingressos já à venda!

“A gente já havia feito numa outra temporada “Criolo e Brown’ alguns anos atrás, e foi sucesso. O pessoal queria ver de novo, e eu falei, pra fazermos algo diferenciado, trazer um cara amigo dos dois, que fizesse uma conexão dos dois sons. Tinha que ser o Rael”, conta Mano Brown.

setlist foi montado em cima da união musical dos cantores, dividido em três momentos que trazem diferentes fases artísticas e sonoridades, passando por grandes sucessos como “Não Existe Amor em SP”, “Jesus Chorou”, “Envolvidão”, “Subirusdoistiozin”, “Vida Loka, Pt. 2” e “O Hip Hop É Foda”.

“A gente pensou em um bloco de músicas que combinassem sonoramente e tematicamente. Fizemos essa junção mesclando vários trampos de todo mundo, de vários discos nossos. Não é um setlist cronológico, foi pensando em o que cabia nesse momento”, completa Rael.

Criolo, Rael & Mano Brown serão acompanhados no palco pela banda formada por Dj Dri (DJ), Dj DanDan (DJ e backing vocal), Lino Krizz (backing vocal), Silvera (teclados e backing vocal) e Bruno Dupré (guitarra). As luzes e os recortes visuais irão mergulhar o público em águas que os artistas beberam, o chão por onde caminharam e bairros em que cresceram.

“O que tá muito aqui é o nosso desejo de dividir uma São Paulo, uma íntima SP que não se vê no cartão postal, dividir uma São Paulo que nós crescemos, que é do extremo sul. Estávamos separados por água, mas unidos em coração e em sentimento, de entender que o rap era uma revolução em nossas vidas. Então, o desejo é de levar uma São Paulo singela, verdadeira, que nós crescemos e que talvez nem exista mais hoje, mas toda a favela tem em si seus códigos. Nós queremos dividir um pouco desse orgulho que temos do nosso território, do nosso povo, do nosso bairro. Mostrar através da música, através dos recortes e visuais, um pouco dessa São Paulo que a gente carrega nas nossas histórias”, finaliza Criolo.

Sobre Doce Maravilha

A música brasileira terá sua grande celebração nos dias 25 e 26 de maio, na segunda edição do Doce Maravilha. Mais de 40 artistas estão confirmados nos dois palcos do evento, incluindo encontros inéditos, homenagens e celebrações de marcos da história da música.

O evento terá uma série de ações com foco em sustentabilidade, diminuindo o impacto da produção. São ações como separação de resíduos e envio para cooperativas de reciclagem; reaproveitamento dos materiais utilizados na montagem como lonas e madeiras; estímulo ao uso de copos retornáveis; captação de energia em placas solares; e compensação das emissões.

Através da venda do ingresso social, com valor diferenciado, serão apoiados o Instituto Vida Livre e o Instituto da Criança.

Serviço | Criolo, Rael & Mano Brown

Data: 25 de maio de 2024 (sábado)
Local: Jockey Club
Endereço: Praça Santos Dumont, 31 – Gávea, 22470-060 Rio de Janeiro/ RJ
Horário (abertura): 12h

Universidade Zumbi dos Palmares recebe visita de Mauro Silva tetracampeao mundial scaled POP CYBER

Universidade Zumbi dos Palmares recebe visita de Mauro Silva, tetracampeão mundial

Crocs celebra 25 anos de Bob Esponja em nova collab POP CYBER

Crocs celebra 25 anos de Bob Esponja em nova collab