Categories: Música

Clareou lança “Marra de Durão”

Com hits estourados em todas as rádios do Brasil, como “Só Penso no Lar”, “Posso te chamar de ‘mô’?”, “Valeu pra aprender”, “Tem alguém sobrando”, “Dona dos meus sonhos”, “Degradê”, “A carne é fraca” e “Ela me disse”, o Clareou lança “Marra de Durão” novo single do álbum “Deixa eu ir à luta”. O trabalho chega às plataformas digitais e às rádios de todo o Brasil, pelo selo Tamo Junto, no próximo dia 11 de setembro, acompanhado de lyric vídeo no Youtube.

Lançado em junho deste ano, o álbum “Deixa eu ir à luta”, que tem a assinatura de Prateado na produção, já possui outras quatro faixas no ar, são elas: “Pose de rei”, “O amor tem seu lugar”, “Quem vai te segurar” e um pout-pourri de partido alto (“O meu lugar também é lindo”, “Pra você sambar” e “Só pra te ajudar”). Aos poucos, novos singles serão incluídos ao trabalho que terá um total de 14 faixas.

Esses tempos de pandemia têm sido muito difíceis para o Clareou, que sempre foi um grupo “da rua”. Suas rodas de samba, promovidas entre os anos de 2011 e 2014, em locais na zona norte e na zona oeste do Rio de Janeiro, receberam mais de 300 mil pessoas no total. O evento, que acontecia aos domingos, projetou o grupo nacionalmente e contou com a presença de diversas celebridades na plateia. Do subúrbio do Rio, a banda passou a se apresentar para todo o Brasil, tendo feito mais de 200 shows apenas no ano passado. “Esse calor humano faz falta”, afirma Mellete, tan-tan e voz do Clareou.

Para se aproximarem do público neste período de quarentena, e incentivarem todos a ficarem em casa, a banda promoveu duas lives no Youtube. A “#LiveDoClareou” e a “Live Arraiá do Clareou” somam mais de 950 mil visualizações, sendo que a primeira promoveu uma ação social focada na causa animal e arrecadou mais de sete toneladas de ração.

Entre os famosos que já se declararam fãs da banda, estão os jogadores Neymar, Ronaldinho Gaúcho e Tiago Silva. O Clareou já gravou com outros grandes nomes da música como Leci Brandão, Jorge Vercillo, Revelação, Ferrugem e Turma do Pagode, por exemplo. Em 2018, o grupo lançou “Posso te chamar de ‘mô’?” em parceria com o cantor Belo. No canal da banda no Spotify, a faixa tem mais de 6,5 milhões de execuções.

Outros milhões acompanham o Clareou no Youtube. O grupo é um dos pioneiros no formato “churrasco”, que são vídeos de apresentações feitas especialmente para serem lançados na plataforma. O material é vai ao ar quase na íntegra, com pagodes improvisados e muita resenha, para que o público possa assistir em casa ou deixar rolando durante uma confraternização. Os vídeos oficiais do Clareou somam mais de 92 milhões de visualizações, mas os vídeos não-oficiais ultrapassam a marca dos 200 milhões, visto que o canal da banda é relativamente recente e, na época das rodas de samba, outros perfis já postavam as apresentações do grupo por lá.

Pode-se dizer que o Clareou é daqueles grupos que, de tão íntimo da rotina das pessoas, às vezes não se liga rapidamente o nome às canções. Mas basta soltarem os primeiros acordes para que os fãs do samba e do pagode cantem em uníssono os sucessos da banda, que completa 10 anos de carreira em 2020.

Clareou é formado por Flávio Homero (cavaco e voz), Juninho de Jesus (banjo e voz), Fernando Mellete (tan-tan e voz), Buiú (Anderson – Buiú / pandeiro e voz) e Magal (Vagner Magal vocalista).

Completando 10 anos de carreira em 2020, o grupo formado por Flávio Homero (cavaco e voz), Juninho de Jesus (banjo e voz), Fernando Mellete (tan-tan e voz), Buiú (Anderson – Buiú / pandeiro e voz) e Magal (Vagner Magal vocalista) era conhecido anteriormente como “Salada Mista” e contava com outros integrantes. Em abril de 2010, o grupo decidiu gravar o primeiro disco da formação atual. O trabalho foi produzido por Bruno Cardoso (Sorriso Maroto) e Lelê, que prontamente sugeriram a mudança do nome para algo que gerasse uma maior identificação com público. Várias sugestões, discussões e até aconselhamento divino depois, ninguém chegava num acordo sobre o novo nome da banda. Até que um dia, quando Xande de Pilares foi ao estúdio participar da gravação de uma das músicas do álbum, o nome ‘Clareou’ foi mencionado. O ex-vocalista do grupo Revelação deu um ultimato: “Eu só gravo se o novo nome de vocês for ‘Clareou’.”. Pedido atendido e grupo rebatizado!

O Clareou é reconhecido nacionalmente por ter uma das maiores rodas de samba do Rio de Janeiro. Entre 2011 e 2014, o grupo reunia, a cada domingo, mais de 2 mil amantes do samba e do pagode no subúrbio carioca. A “Roda de Samba do Clareou” era ponto de encontro de anônimos e famosos, como atores de novelas e jogadores de futebol. Estima-se que mais de 300 mil pessoas passaram por lá neste período. O sucesso era tamanho que até quem nunca pisou na cidade maravilhosa curtia o evento, tudo por conta de filmagens amadoras (ou não) que colocavam os shows na íntegra no Youtube. “Naquela época a gente não tinha atentado para a criação de conteúdo para redes sociais… Estávamos começando. Nem canal oficial a gente tinha no início. Quando percebemos a quantidade surreal de vídeos nossos que circulavam no Youtube, com milhares de visualizações e o Brasil todo curtindo, entendemos que esse era um lugar em que deveríamos estar oficialmente.”, relembra Mellete, tan-tan e voz do Clareou.

Além dos milhões de views no Youtube, a roda de samba trouxe um outro tipo de visibilidade que virou uma nova página na história do grupo: a partir da repercussão do evento, a maior rádio do Rio de Janeiro começou a tocar “Valeu pra aprender”, em 2011, primeiro sucesso do Clareou. “Foi a concretização de um sonho! Tínhamos um CD muito bem produzido, mas ninguém aceitava nem receber. Visitávamos as rádios, as gravadoras… e nada. O trabalho ficou engavetado, literalmente, por um ano. Quando a música começou a tocar, nossa sorte mudou!”, revela Mellete.

Música na rádio, evento próprio lotado, shows por todo o Rio. Em 2012, o Clareou participou da faixa “Ai Meu Deus” que integrou o DVD “360° Ao Vivo” do grupo Revelação. Em 2013, o grupo gravou seu primeiro DVD, “Roda de Samba do Clareou”, com a presença de mais de 5 mil pessoas em uma casa de shows no Rio. O trabalho marcou o início da parceria do grupo com o produtor Prateado, o mesmo que trabalha com artistas como o cantor Thiaguinho. A partir desse momento, o Clareou levou seu samba para todo o Brasil. A agenda intensa não permitia a mesma dedicação à roda de samba e o evento dominical foi encerrado em 2014, abrindo lugar para projetos pontuais. Um deles foi o “Clareou Sunset”, uma roda de samba sem roteiro, com convidados especiais, palco montado em cima de uma piscina, em um clube na Barra da Tijuca.

Em 2015, o Clareou lançou o álbum “Vou Vencer”. Em 2016, o grupo começou a se dedicar mais intensamente à criação de conteúdo para o Youtube – que continuava gerando um retorno muito positivo para o trabalho da banda. Os projetos consistiam em lançar shows completos, naquele clima de “pagode improvisado”, sem muitos cortes, para que os fãs pudessem deixar rolando em casa durante uma social. “A gente não pode dizer que ‘inventou’ esse formato, mas que abrimos espaço para que grupos mais novos pudessem se aventurar por aí, temos a certeza que sim. E a gente adora ver também!”, revela Mellete. Em seu canal oficial, o Clareou acumula mais de 92 milhões de visualizações dos seus vídeos. Mas, como a banda ficou anos sem um perfil na plataforma, outros canais publicavam vídeos do grupo e conseguiam um bom alcance. Numa busca rápida pelo Youtube, os vídeos não-oficiais do Clareou ultrapassam 200 milhões de views.

De lá pra cá, o Clareou lançou mais um DVD, “Roda de Samba do Clareou – Vol 2” (2017), diversos singles, e rodou o país com shows. Para se ter uma ideia, em 2019, o grupo fez mais de 200 apresentações! Agora, em 2020, o Clareou lança seu novo álbum “Deixa eu ir à luta”, que já possui quatro faixas disponíveis nas plataformas digitais e, aos poucos, singles serão lançados para compor o trabalho que contará com um total de 14 faixas.

Tags: Clareou
Gustavo Neves

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: contato@portalpopcyber.com

PUBLICIDADE