Connect with us

Música

Cigana reflete sobre tempo e nostalgia no EP “Tudo Que Há de Novo”

Avatar

Published

on

Desconstruir para se reconstruir. Essa foi a jornada da banda Cigana em seu novo EP, “Tudo Que Há de Novo”. As reflexões que aparecem nas composições – imersas em temas como o passar do tempo, a nostalgia e a existência humana -, se desdobram em uma nova sonoridade, onde uma criação livre totalmente à distância deu lugar a canções guiadas por sensações. Sai o peso das guitarras, entra a sutileza dos beats. O lançamento é do selo Eu Te Amo Records e já está disponível nas principais plataformas digitais de música.

Advertisements

Advertisements

O som intenso construído no primeiro disco da Cigana, “Todos os Nós”, veio de jams, ensaios, criações coletivas sobre improvisos em grupo que resultaram em um som entre a música brasileira e a psicodelia. Agora, com a banda totalmente dispersa e trabalhando individualmente de suas casas, foi uma oportunidade de buscar novos elementos sonoros com a ajuda do produtor FLOWERZ.

“Nós produzimos esse trabalho de uma maneira totalmente diferente do que em nosso álbum ‘Todos Os Nós’ – enxergamos as músicas como beats, não nos limitamos ao formato clássico de banda para compor os arranjos das músicas e isso acrescentou muito. Prestamos mais atenção para grooves e construção de camadas”, reflete Matheus Pinheiro. Além dele, Cigana é formada por Caique Redondano, Pedro Baptistella, Victoria Groppo e Felipe Santos.

Advertisements

O EP foi antecipado pelos singles “Impaciência” e “Dá pra voltar?”. Na primeira faixa, surge uma reflexão sobre a passagem do tempo e as rotinas que nos aprisionam; já na segunda, o diálogo sobre o tempo surge sob o viés da saudade, em uma espécie de continuação a “Existem coisas que não dá pra explicar” – um dos destaques do disco “Todos os Nós”. Com o EP, surge a inédita “Por Dentro Do Que Há”, onde as perspectivas se assemelham e a experiência humana e o divino se encontram.

Advertisements

“Acredito que esse EP representa, mais do que tudo, sensações intensificadas: sejam nossas impaciências, nossas saudades dos amigos que amamos, dos rolês que crescemos dando juntos, nossas dúvidas e angústias… São letras muito verdadeiras e que só foram possíveis de existir pelos impactos da pandemia e quarentena em cada um de nós”, completa Matheus.

O EP “Tudo Que Há de Novo” vem para somar à discografia da Cigana, que além do álbum “Todos os Nós”, conta ainda com  os EPs “Sinestesia” (2014) e “A Torre” (2015). Eles lançaram também o single “Natureza”, pela Laboratório Fantasma dentro do projeto Original’s Studio. “Tudo Que Há de Novo” está disponível para streaming através do selo Eu Te Amo Records.

Advertisements

Advertisements