Cantora canária Laura Low lança seu novo disco “Alma Vieja” nas plataformas digitais e de forma física

587 Copia
Créditos: Adasat Barroso

Alguns já atribuíram a ela o título de “criadora do neo-bolero”. E, se “Te Maldigo” lhe abriu o apetite e conquistou o coração, o novo disco da artista canária Laura Low, “Alma Vieja“, vai te deixar com água na boca. O trabalho já está disponível em todas as plataformas digitais e pode ser encontrado de forma física na Caligula Studio e em breve no site oficial da artista.

Ternura e crueldade em medidas iguais, pelo que você morreria de novo e de novo, uma dor que queima e acalma ao mesmo tempo. Amor, sentimentos e intensidade. Todas essas características definem novo o disco conceitual, assim denominado porque gira em torno de uma mesma história que funciona como um fio condutor e que, desde o início, nos transporta para um imaginário que, embora diferente, parece encontrar uma harmonia perfeita.

Neste universo que a artista idealizou com Guillermo Lupión e Yeray Herrera (Tenerife), milhares de texturas e sabores ganham vida numa produção que consegue cruzar géneros e décadas acompanhada por uma voz de tirar o fôlego.

Em uma indústria onde o “fast food” parece prevalecer, a cantora e compositora canária nos lembra como pode ser bom saborear um menu musical suculento e cheio de nuances. Bolero, bachata, pop, rock, R&B, tango e até música clássica se misturam com o orgânico e o sintético, o antigo e o atual.

E como conta a artista, a sua música não tem gêneros nem rótulos e, de fato, “Alma Vieja” parece apagar as linhas que separam as infindáveis influências que a moldam. O disco é composto por 13 músicas, incluindo singles lançados anteriormente e canções completamente inéditas.

“Abraço esse álbum com muito amor, minha gente. Isso significou um grande salto para mim em todos os sentidos, uma constante autodescoberta. Ele permitiu captar a minha essência sem rótulos, sem limitações, apenas emoção após emoção. ‘Alma Vieja’ fala sobre aquelas histórias que arranham sua alma e pelas quais você morreria repetidamente. É crueldade e ternura em partes iguais. Esperemos que o leve a descobrir um mundo de emoções. Espero que você aprecie todas as nuances que criamos. Espero fazê-lo sentir. Isso já é seu. Obrigada sempre meu povo”, finaliza a artista.

Confira o tracklist de “Alma Vieja”:

1 – Bendita Gracia
2 – Atada
3 – Si De Mí Te Alejar
4 – Volver A Ver
5 – Sanguijuela
6 – Villano
7 – Su Legado
8 – Te Maldigo
9 – Chispea
10 – Mira Qué Pena
11 – Llora y Llora y Llora y Llora y Llora
12 – Te Maldigo – Versión Ranchera
13 – Pasan y Pasan

IMG 0230

Lucas Rangel lança collab de joias com Key Design

jkjkjkjkj

Nina Fernandes chega ainda mais suave e segura em “Eu Posso Ser Quem Eu Quiser”