Conecte-se conosco

Música

Banda santista Caiçara Clã lança clipe “A Brisa, a Onda e o Tempo”

Publicado

em

Banda santista Caiçara Clã lança
(Foto: Divulgação)

Formada por Leandro Mazzi (Guitarra e Voz), Bruno Graveto (do Charlie Brown Jr. e banda Cali – Bateria), Serjones “BIG” (Baixo) e DJ Julius (Scratch/Samples), a banda santista Caiçara Clã lança nesta sexta-feira (17), em todas as plataformas digitais, o clipe para a faixa “A Brisa, a Onda e o Tempo”, que faz parte do álbum homônimo “Caiçara Clã”. O videoclipe está concorrendo à premiação da 19º edição do Festival Curta Santos, na categoria “Mostra Olhar Caiçara”, que está acontecendo até 19 de dezembro, com transmissão pelo  Youtube.

“Com esse clipe, encerramos com chave de ouro os lançamentos do disco Caiçara Clã. Os anteriores foram ‘Os Verdadeiros se Atraem”, no mês de julho, e ‘Entre Filosofias e Escritas’, no dia 10 de dezembro”, comenta Mazzi.

Para o guitarrista, o encerramento desse ciclo traz também um presente à banda: a indicação de “A Brisa, a Onda e o Tempo” para o Festival Curta Santos deste ano. “Estamos muito felizes com todo trabalho desenvolvido até aqui. Foi tudo feito com muita verdade e é assim que tem que ser sempre. Aproveito esse momento também para agradecer a todos os produtores e envolvidos nos projetos, em especial o produtor artístico da banda “Barba” e também para o Clã que nos acompanha. Ano que vem teremos muitas novidades”, ressalta.

Com direção e roteiro de Camila Marchini e Pedro Oliveira, o clipe foi gravado em duas etapas, sendo a primeira em um apartamento na cidade de São Paulo (SP) e a segunda na casa noturna Ativa House, em Santos (SP). No enredo, está a história de um rapaz que vive um relacionamento estável, mas que está infeliz e, por isso, resolve por um ponto final na história e vai para a balada em busca de respostas, mas tudo dá errado.

“Na parte artística, utilizamos luzes naturais quando o personagem principal aparece sóbrio na praia tentando se reconectar e colocar a cabeça no lugar. Já nas cenas da balada, quando ele começa a beber e seu nível de consciência começa a ficar alterado, colocamos muitas cores. Então, para quem está assistindo não sabe se o clipe era todo colorido daquela forma ou se era só essa alteração de consciência”, explica a diretora Camila Marchini.