Connect with us

Música

Art Popular relembra clássicos do samba com “Os Bambas”

Avatar

Published

on

Chega às plataformas digitais nesta quarta-feira (02), “Os Bambas”, novo álbum de releituras do grupo Art Popular. O musical “Os Bambas” é uma obra de ficção e os personagens são interpretados por integrantes do grupo Art Popular. O projeto revive uma sonoridade que, há muitas décadas, não revela mais artistas no samba, mas que foi a trilha sonora de vários discos importantes pra música brasileira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Os Bambas” é um show com releituras de clássicos do samba como Ataulfo Alves, João Gilberto, Trio Mocotó, Agepê, Jair Rodrigues, Baden Powell, Demônios da Garoa, Jorge Ben, Olodum, Banda Raça Negra, entre outros. Todo o repertório,incluindo clássicos como “Canto de Amor”, “Canto de Ossanha”, “Aquarela Brasileira”, “Tristeza”, “Tiro ao Álvaro”, “Cheia de Mania” e “Moro Onde Não Mora Ninguém”, é tocado no ritmo consagrado pelo grupo Originais do Samba, com instrumentos mais antigos como surdo, agogô e cuíca, incluindo o acompanhamento de bateria, piano e contrabaixo acústico.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O musical foi gravado ao vivo no Auditório do Ibirapuera em agosto de 2019 e contou com as participações de Leci Brandão e Anderson Leonardo (Grupo Molejo). Na narrativa, o grupo viveu seu auge da carreira entre as décadas de 60 e 70. Seus integrantes eram músicos importantes na época, que se relacionavam com cantores que construíram a cena do samba no Brasil, desde Donga, autor de “Pelo Telefone”, passando por Pixiguinha, até Noel Rosa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

À frente do seu tempo, os componentes do grupo eram músicos visionários e relatavam que tinham um “mentor espiritual”, que lhes trazia futuros sucessos, como até então a desconhecida bossa nova, o partido alto, o pagode do fundo de quintal, passando pelo samba rock e chegando ao pagode dos anos 90.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leandro Lehart interpreta Kid Cavaquinho, vindo de uma família de músicos e cuja maior vontade era ser como Jimi Hendrix. Os Espetinho do Surdo, encarnado por Marcelo Malli, primo de Kid, ex-engraxate, aprendeu a batucar sambas e maxixes para atrair a clientela, tendo sido preso três vezes por desacato às autoridades. O ex-bicheiro Mario Batucada, papel de Evandro Soares, nasceu em Minas Gerais e fugiu para o Rio de Janeiro por ter um caso com a filha do delegado de sua cidade.

Denílson Pimpolho vive o baiano Maré Cheia, que se diz um dos inventores da roda de samba. O ex-barman gaúcho, Elvis Gole, interpretado por Ricardo Lima, que teria sido apelidado por um ex-presidente da república, é fã de Nelson Gonçalves e Orlando Silva. O paulista Tomate do Pandeiro, representado por Tcharlinho, é um batuqueiro que vivia na roça e substituiu Bigode, o pandeirista original do grupo, por ele ter deixado “Os Bambas” para fazer uma turnê com os Originais do Samba pela Europa.

O novo álbum do grupo Art Popular, “Os Bambas”, está disponível nas plataformas digitais via ONErpm e o vídeo da faixa “Coral de Anjos” estará disponível no canal do grupo no YouTube, a partir das 21h desta quarta-feira (02).

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Música

Zé Vaqueiro lança clipe de “Nunca Foi Amor”

Avatar

Published

on

Foto: Divulgação

Um dos principais nomes do forró, o cantor Zé Vaqueiro lançou o clipe da música “Nunca Foi Amor” nas plataformas digitais. Com um ritmo bem animado, o lançamento traz o piseiro característico do artista, além de possuir o som do sax na base. A canção é uma das novidades do EP Visual do forrozeiro, gravado no Colosso Fortaleza. Além do single, o projeto visual ainda conta com canções como “Cangote”, “Tenho Medo” e “Confidencial”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dono de números expressivos, Zé Vaqueiro tem consolidado a carreira cada vez mais com canções de sucesso. Presente no repertório do forrozeiro, o público pode curtir canções como “Tenho Medo”, “Confidencial”, além do megahit “Letícia” que soma mais de 175 milhões de visualizações no canal oficial. A novidade está presente em todas as plataformas digitais e pode ser conferido:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um dos nomes mais fortes da nova geração da música, o cantor Zé Vaqueiro já é referência no forró por levantar a bandeira do ritmo piseiro. Natural de Ouricuri, sertão de Pernambuco, o artista é forrozeiro desde criança e hoje vive o seu melhor momento na carreira com apenas 22 anos. Compositor de hits que ganharam as paradas de todo o país, Zé Vaqueiro assina canções como “Vem me Amar”, que foi regravada por vários artistas de alcance nacional. Hoje, o cantor integra o casting de artistas da produtora Vybbe, que o comandante Xand Avião a frente do projeto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue Reading

Música

“Loco”: Anitta anuncia lançamento de seu novo single

Avatar

Published

on

Foto: Divulgação

Anitta causou na web nesta segunda-feira (25) ao compartilhar a capa oficial do single “Loco”, que estará disponível em todas as plataformas digitais nessa sexta-feira (29). “Loco” tem produção de DVLP.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na tarde de hoje, ‘Neve no Brasil‘ e ‘Anitta faz alguma coisa‘ foram alguns dos assuntos mais comentados no Twitter, e a cantora usou as redes sociais para garantir que não tem nenhum dueto vindo por aí, como alguns fãs especularam.

Capa oficial do single “Loco”

 

Continue Reading

Música

Autor do livro “Tutorial Do Artista Independente”, Anderson Souza apresenta “This Is My Destiny”

Avatar

Published

on

Foto: Divulgação

DJ, produtor musical e também escritor do livro “Tutorial Do Artista Independente”Anderson Souza lança agora a gravadora Sonora Records. O primeiro release da label é a track “This Is My Destiny”, com os vocais de Érica e participação do guitarrista Luan Junca. A música também ganhou um videoclipe incrível com estrutura de show.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“This Is My Destiny” traz uma mensagem especial para aqueles que estão perdidos. “A produção da música veio com a ideia de mostrar para as pessoas que há uma solução para tudo e que embora estejam perdidas, com o tempo irão se encontrar. É como diz um trecho da faixa: ‘Sinta o caminho, você não está perdido, feche seus olhos e encontre o seu destino’”, conta Anderson, que se inspira em Avicii, Armin van Buuren e Vintage Culture em suas produções.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sobre a colaboração com Érica e Luan Junca, o produtor comenta que a cantora fez um excelente trabalho com sua voz marcante e um alto alcance vocal, o que é característico dela. O guitarrista, por sua vez, como excelente profissional que é, contribuiu para dar um toque especial na track.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com o lançamento da gravadora, Anderson convida os artistas a enviarem suas músicas para a label, o que condiz muito com a mensagem do primeiro single lançado. “Se você consegue transmitir sentimentos através da música, seja bem-vindo a Sonora Records”, afirma. Além disso, ele também lançou a Sonora Vibes, que pretende divulgar artistas, lançamentos e notícias sobre o cenário eletrônico.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já sobre “Tutorial Do Artista Independente”, o livro escrito pelo DJ, que tem suporte do conceituado guitarrista Marcinho Eiras, tem como intuito auxiliar e esclarecer dúvidas que músicos costumam ter em relação a registro de faixas, arrecadação dos direitos autorais e diferentes conteúdos relacionados ao mundo da música, servindo para iniciantes e também artistas mais avançados.

Confira já o resultado de “This Is My Destiny” de Anderson Souza e acompanhe os próximos lançamentos da Sonora Records.

Continue Reading
Advertisement