Após shows na Europa, Bia Ferreira retorna para se apresentar no Brasil

No dia 18, o show é no Bona Casa de Música, em São Paulo; no dia 20, é no Festival Brasis, em Curitiba; no dia 22, é no WME, em São Paulo

Bia Ferreira e confirmada no Rototom Sunsplash scaled POP CYBER
Bia Ferreira por Ellen Faria

Após uma temporada de shows na Europa, a cantora, compositora e multi-instrumentista Bia Ferreira retorna ao Brasil para três apresentações e, em seguida, embarca para a Colômbia para uma residência, em Medellin. No repertório de todos os seus concertos estão as músicas de seu último lançamento, o álbum Faminta (2022), e sucessos de sua carreira.

Em balanço sobre essa última passagem pelo continente europeu, a artista está muito feliz de ver um público amplo, um público novo, que ainda não tinha tido contato, em lugares que ainda não tinha tocado.

“E de poder reencontrar o meu público lisboeta, que é um público assíduo, que lotou o Festival Passagens. Foi muito bonito ver como as pessoas estavam cantando tudo, como elas estavam com vontade daquele show.  Foi muito lindo mesmo.  E poder conhecer a galera da Bélgica, que foi um show muito quente também, muito gostoso de fazer. Nós fomos headliners, encerramos o festival (Jam in Jette, em Bruxelas). Eu pude experimentar coisas diferentes”, conta Bia. “Conhecer três novas cidades na Alemanha agora, para mim, é entender que eu tenho conseguido viver da arte que eu produzo e que eu tenho sido  respeitada por ela. Então, acho que sempre que eu venho para cá, volto com mais autoconfiança, com mais ciência das coisas que eu faço, com mais respeito também ao meu processo e ao caminho que eu venho trilhando”.

No Brasil, os shows acontecem no dia 18, no Bona Casa de Música, em São Paulo; no dia 20, no Festival Brasis no Paiol, em Curitiba; e no dia 22, no WME, em São Paulo.

“Voltar para o Brasil é gostosinho porque é muito bom tocar para gringo, mas tocar para brasileiro é bem mais quentinho, né? Eu gosto muito de tocar no Brasil, gosto muito de encontrar o meu público de lá. Poder fazer um show no Bona, que é um espaço que a gente se namora há muito tempo e a gente nunca conseguiu fazer. É um concerto um pouco mais íntimo, eu e meu violão, como sempre.  Podendo conversar mais com as pessoas, olhar mais no olho, fazer essa troca bonita”, derrete-se.

Também com um show em voz e violão, em Curitiba ela se apresenta no Paiol. “Também é outro lugar que estamos namorando há muito tempo e que vamos poder estar lá, curiosamente no dia do aniversário do meu pai. Poder voltar com a minha arte na cidade onde meus pais moram, onde a minha família mora hoje em dia, e eles verem o respeito que eu tenho das pessoas, o carinho que eu recebo por fazer o meu trabalho, eu gosto muito de tocar em Curitiba. Também é um lugar onde eu gravei o Sofar Sounds, é um marco especial na minha história, então sempre que eu vou para Curitiba eu me sinto muito em casa”.

 

E finalizando essa temporada brasileira, Bia está na programação do Women’s Music Event, também com uma apresentação em voz e violão. “O WME acontece na praça Dom José Gaspar, que para mim é um espaço muito especial. Eu dormi muitas vezes nessa praça, vivi muitas vezes nessa praça no centro de São Paulo. É um espaço que faz parte de mim. Já passei muitos almoços sentada naquele chão, tocando para rodar meu chapéu e comer depois de todo mundo. Então, acho que poder voltar lá com um show  do WME, ocupando um palco  onde eu possa mostrar publicamente e gratuitamente minha arte mais uma vez, eu fico muito feliz”.

SERVIÇOS

BONA CASA DE MÚSICA

Dia: 18 de junho

Horário: 20h

Endereço: R. Dr. Paulo Vieira, 101 – Sumaré, São Paulo (SP)

Capacidade: 200 pessoas

Preços: R$ 60,00 a R$ 120,00

Link para compra de ingressos: https://www.eventim.com.br/artist/bia-ferreira/

Contato para dúvidas: 21 98118-2477

FESTIVAL BRASIS NO PAIOL

Dia: 20 de junho

Horário: 20h

Endereço: Teatro Paiol – Praça Guido Viaro, s/nº – Prado Velho, Curitiba (PR)

Capacidade: 200 pessoas

Preços: R$ 25,00

Link para compra de ingressos: http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/agenda/brasis-no-paiol-convida-bia-ferreira/

Contato para dúvidas: 41 9912-5934

WME

Dia: 22 de junho

Horário: TBC

Endereço: Praça Dom José Gaspar – República, São Paulo (SP)

Preços: Gratuito

BIA FERREIRA NA COLÔMBIA

De 25 a 30 de junho, a artista tem uma residência artística de quatro dias em Medellín, na Colômbia, e apresenta um show com a banda completa. Sobre essa primeira passagem ao país vizinho, ela diz que gostaria muitíssimo de conhecer todos os hipopótamos de Pablo Escobar e toda a gente de Medellín. “Vamos para Bogotá e de Bogotá vamos para Medellín. E eu estou muito feliz que meus amigos do Brasil vão comigo. E animada de poder conhecer mais um  espaço de Abya Yala, mais um espaço desse continente sul-americano que também nos constrói, um outro país, mais um país que fala espanhol. Só nós que falamos português, então como é que comunica, como é que estabelece essa conexão, eu gosto desse ‘talvez’, desse ‘e se'”, revela Bia. “Conversei com uma amiga e ela me disse que eu sou uma pessoa que gosta de viver no parapeito do agora.  Eu achei poético, achei bonito, eu vou incorporar isso à minha narrativa. Eu sou uma pessoa que vive no parapeito do agora e poder conhecer um país que eu nunca fui, levando minha arte, minha verdade com meus companheiros e minhas companheiras do Brasil. Para mim, vai ser muito especial.  Então, mais um parapeito do agora para a gente ver o que vai dar.  Vai ser legal”.

BIA FERREIRA NO MUNDO

A presença de Bia Ferreira no cenário internacional está em expansão. Seu primeiro show de 2024 aconteceu em janeiro, em Nova York, como a única representante brasileira em um dos principais festivais de world music do mundo, o globalFEST, no Lincoln Center. Em fevereiro, embarcou para a sua primeira turnê no Canadá, fazendo parte do Black History Month. Em março, foi destaque em um dos maiores festivais de inovação e criatividade do mundo, o South by Southwest (SXSW), com três apresentações aclamadas por público e crítica que a acompanharam em Austin, no Texas (EUA). Em abril, embarcou pela primeira vez no ano para a Europa, para shows na Península Ibérica e, em maio, retornou à Europa para apresentações na Bélgica, Portugal e Alemanha.

Mas esse sucesso internacional, que faz parte da estratégia de globalização de seu trabalho, é uma continuação de 2023. Em janeiro, foi a única representante brasileira no projeto Tiny Desk meets globalFEST. Em maio, embarcou para a Europa para iniciar uma extensa temporada de shows no Hemisfério Norte que durou até novembro. Ao todo foram 50 apresentações, em 11 países da Europa e da América do Norte. Divulgando o afeto como tecnologia de sobrevivência, foi a artista independente brasileira que mais se apresentou nos principais festivais de world music do mundo.

“A diferença da tour desse ano com a do ano passado é que eu volto mais vezes para o Brasil, mas são nove países agora no primeiro semestre e eu pude entender que a minha arte é bem recebida em qualquer lugar onde eu vou. A turnê 2024 tem sido diferente porque ela se passa também na Europa, mas não só, nós vamos fazer Estados Unidos e Canadá mais vezes do que o ano passado, então eu acho que eu tenho experimentado um outro lugar de ocupação da arte que eu produzo. Tenho podido conhecer lugares onde eu nunca fui e também alcançar públicos diferentes do que já é esperado para o meu trabalho, que é o caso do Rototom e do Cruïlla Festival (Barcelona), que ocupam um grande destaque na cena de festivais aqui da Europa e que consideram a minha arte cabível no line deles”.

AGENDA BIA FERREIRA 2024

JANEIRO

14/01 – globalFEST, Lincoln Center – Nova York, Estados Unidos

19/01 – Dragão do Mar – Fortaleza, Brasil

21/01 – SESC Vila Mariana – São Paulo, Brasil

FEVEREIRO

01/01 – Festival das Oferendas – Salvador, Brasil

22/02 – Club Balattou – Montreal, Canadá

23/02 – Queen St Fare – Ottawa, Canadá

24/02 – Chaucer’s Pub – London, Canadá

25/02 – Lula Lounge – Toronto, Canadá

MARÇO

08/03 – 4a Conferência Nacional de Cultura – Brasília, Brasil

09/03 – Circuito Nacional de Cultura – São Paulo, Brasil

12/03 – TropiClub no SXSW – Austin, Estados Unidos

15/03 – Vaquero Taquero no SXSW – Austin, Estados Unidos

16/03 – Sofar Sounds no SXSW – Austin, Estados Unidos

25/03 – SESC Carmo – São Paulo, Brasil

28/03 – Centro de Artes de Águeda – Águeda, Portugal

ABRIL

01/04 – Musicbox – Lisboa, Portugal

04/04 – La Nau – Barcelona, Espanha

05/04 – Festival Impulso – Caldas da Rainha, Portugal

06/04 – Teatro Sá da Bandeira – Santarém, Portugal

13/04 – Centro Cultural Olido – São Paulo, Brasil

20/04 – Casa de Cultura do Butantã – São Paulo, Brasil

MAIO

18/05 – Jam in Jette – Bruxelas, Bélgica

25/05 – Festival Aleste – Madeira, Portugal

26/05 – Festival Passagens – Lisboa, Portugal

JUNHO

12/06 – Festival Ulmer Zelt – Ulm, Alemanha

15/06 – Festival Good Good – Gottingen, Alemanha

18/06 – Bona – São Paulo, Brasil

20/06 – Festival Brasis no Paiol – Curitiba, Brasil

22/06 – WME – São Paulo, Brasil

25-30/06 – Residência Artística – Colômbia

JULHO

11/07 – Festival Cruilla – Barcelona, Espanha

13/07 – Biel, Suíça

19/07 – Berlin, Alemanha

20/07 – Koblentz, Alemanha

21/07 – Düsseldorf, Alemanha

27/07 – Festival Latinidades – Brasília, Brasil

29/07 – Montreal, Canadá

30/07 – Montreal, Canadá

31/07 – Cleveland, Estados Unidos

SOBRE BIA FERREIRA

Bia Ferreira é uma cantora, compositora, multi-instrumentista brasileira. Passeando por ritmos afrodiaspóricos como o soul, o r&b e o rap, mesclados a referências da música brasileira como o samba e o repente, faz arte para mexer com a mente e com o corpo das pessoas. Compositora reconhecida por letras contundentes, visa facilitar a compreensão de temas importantes como necropolítica, cotas raciais, antirracismo, a luta pelos direitos das mulheres, da população  lgbtqiap+ e a afetividade destes corpes, a fim de pautar tecnologias de sobrevivência através da arte. Baseada no conceito de “escrevivência”, idealizado por Conceição Evaristo, Bia prioriza discorrer sobre sua vivência, trazendo com propriedade de vida coerência para suas canções.

Em 2018, com o single “Cota Não É Esmola” lançado pelo Sofar Sounds, atingiu o grande público. De lá pra cá, é o vídeo mais assistido do Sofar Sounds na América Latina e o quarto vídeo mais assistido desse mesmo projeto no mundo, além de ser leitura obrigatória para os vestibulares da Universidade de Brasília. Em 2019, fez sua primeira turnê pela Europa e, no mesmo ano, substituiu a atriz Larissa Luz no papel de Elza Soares nas apresentações do musical Elza, em São Paulo e Rio de Janeiro, em 3 temporadas do espetáculo. E ainda lançou seu álbum de estreia, Igreja Lesbiteriana, Um Chamado. Em dezembro de 2021, em sua primeira experiência como produtora musical, co-criou a faixa “Olhares Cruzados” pela plataforma Influência Negra para uma campanha publicitária de mesmo nome da marca Dove. Produção essa que foi premiada pelo prêmio IDBr Brasil. Depois de uma tour no verão europeu de 2022, Bia Ferreira foi destaque no WOMEX 22, principal feira de negócios de música no mundo, que aconteceu em Lisboa. E no fim do mesmo ano, lançou seu segundo álbum, Faminta, dividido em dois atos: MPSFN (love songs apresentadas para o público em outubro) e Evangelho de Libertação da Igreja Lesbiteriana (músicas de protesto disponibilizadas em novembro). Em janeiro de 2023, foi a representante brasileira no projeto estadunidense Tiny Desk meets globalFEST 2023. Em abril, fez o show de lançamento de Faminta, no Sesc Pompéia, sold out. De maio a outubro, ela fez uma extensa tour internacional de 50 shows, passando por 11 países entre Europa e América do Norte, e se apresentando nos principais festivais de world music do mundo. Em janeiro de 2024, foi a única representante do Brasil no globalFEST, no Lincoln Center (Nova York), em fevereiro fez uma tour no Canadá e, em março, foi destaque no SXSW. Em abril, embarca para uma tour na Península Ibérica.

https://www.instagram.com/igrejalesbiteriana/

foto 3030 ep

3030 lança EP “3030 – Voz e Violão”, explorando a essência acústica do grupo

L’Impératrice lança seu novo álbum “Pulsar”

L’Impératrice lança seu novo álbum “Pulsar”