Connect with us
[the_ad id="42828"]

Música

Alok, Vintage Culture e Leandro da Silva representam o Brasil no Ranking mundial da 1001Tracklists

Avatar

Published

on

Ao contrário de muitos rankings baseados em popularidade ou curadorias comumente questionados ou envolvidos em polêmicas, o ranking do site  1001tracklists se torna cada vez mais respeitado e popular mundialmente na medida em que a classificação é gerada automaticamente, de acordo com o número de vezes que as faixas de um artista foram tocadas em rádios, shows, sets, podcasts e outros. Baseada em dados, a plataforma avalia quantas vezes uma música foi reproduzida e este ano três brasileiros entraram no top 101: Alok, em 55, Vintage Culture na posição 33, e Leandro da Silva carregando a bandeira verde e amarela para a frente do pódio e figurando entre o Top 10, em 9º lugar.

Advertisements

Pela segunda vez o destaque mundial Alok figura entre os 101 produtores musicais de música eletrônica mais tocados no mundo de acordo com o site internacional de tracklists. Grande representante da música eletrônica brasileira, Vintage Culture entrou na lista de 2020 direto na posição 33, impulsionado por sua colaboração com Tiesto “Coffee (Give Me Something)” e faixas como Slow Down (fest Jorja Smith), que rodaram o mundo. Mesmo durante a pandemia, ambos os artistas se mantiveram consistentes em suas agendas de lançamentos e lives criativas.

Advertisements
Advertisements

Atrás somente de Oliver Heldens, Meduza, Armin Van Buuren, Tiesto, David Guetta, Retrovision, Diplo e Don Diablo, o carioca com residência na Itália Leandro da Silva já figura no ranking da 1001Tracklist há várias edições, e pela primeira vez aparece entre os 10 artistas mais bem colocados do mundo, subindo 25 degraus do ano passado e escalando para a posição 9. “Estar no Top 10 é um resultado incrível! Foi um ano muito intenso. Passei um tempão no estúdio produzindo. Quero agradecer o meu time Origami Management pelo ótimo trabalho de promoção em todas as minhas tracks. É uma honra poder representar o Brasil em um ranking tão importante.”, comenta o brasileiro que acumula 15 lançamentos pela Spinnin Records, remixes oficiais para artistas como David Guetta, Clean Bandit, Demi Lovato, Oliver Heldens, Nile Rodgers, e ultrapassa os 8 dígitos no Spotify. Confira o ranking completo de 2020 aqui neste link.

Advertisements

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisements