Connect with us

Música

Agnes Nunes apresenta música nova no Inhotim em Cena

Published

on

20210815 Agnes Nunes Brendon Campos 1007 de 11
(Foto: Divulgação)
O Inhotim em Cena, projeto do Instituto Inhotim que propõe a intersecção entre a música com as artes visuais e a arquitetura, estreia em 23 de outubro uma apresentação da cantora e compositora Agnes Nunes no Instagram (@inhotim) e no canal do museu no YouTube (/InstitutoInhotim). A programação conta com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Nome revelação da música brasileira, Agnes transita entre gêneros musicais como a MPB, o forró e o blues. Nascida em Feira de Santana, na Bahia, e criada em Campinas Grande, na Paraíba, a artista diz que as raízes nordestinas moldaram não apenas sua carreira como também sua forma de ver o mundo. “Eu transformo minha história em música. A música é o sangue que corre nas minhas veias e meu coração é a arte“, afirma a cantora.

Para o repertório do Inhotim em Cena, ela apresenta sua nova música, Última dança, canção em que mescla blues e MPB, e canta sobre deslocamentos e a melancólica dor da partida. O show ainda traz músicas como Cabelo Bagunçado e Lisboa, ambas de sua autoria, Cida, composta em parceria com Xamã, e um cover de Paciência, do cantor Lenine.

Agnes Nunes começou a experimentar a música cedo e de forma autodidata. Aos 12 anos, ganhou um teclado de sua mãe e aprendeu a tocar e a cantar sozinha. Com 14 anos, começava a lançar vídeos na internet e, em pouco tempo, chamou atenção de nomes como Caetano Veloso, Lázaro Ramos, dentre outros artistas que compartilharam suas músicas. Atualmente, aos 19 anos, já dividiu palco com algumas das suas principais influências na música popular brasileira, como Chico César e Elba Ramalho.

A apresentação foi gravada na galeria que abriga a obra Continente/Nuvem (2008), da artista Rivane Neuenschwander. Localizada em um ponto central do Instituto Inhotim, a galeria contrasta com outras construídas no entorno, assim como o seu paisagismo, que remete a um jardim doméstico. Datada de 1874, é a construção mais antiga da instituição, remanescente da fazenda que existia no terreno onde hoje funciona o Inhotim.

O Inhotim em Cena 2021 tem sido uma importante ferramenta de fomento da produção de artistas durante a pandemia. Já passaram pela programação nomes emblemáticos da música brasileira como Arnaldo Antunes, Otto, Pedro Luís e Xênia França – todos os shows estão disponíveis no canal do Inhotim no YouTube.

Advertisement