Connect with us

Música

A história de sucesso do sueco Alesso, headliner do aniversário de 4 anos do Laroc Club

Avatar

Published

on

alesso

Alessandro Rodolfo Renato Lindblad. Sim, você não leu errado. Este é o nome completo do DJ e produtor que arrasta milhões de fãs pelo mundo. Nascido em Estocolmo no dia 7 de julho de 1991, o jovem sueco, mais conhecido pelo nome artístico Alesso, é um dos artistas mais famosos da Electronic Dance Music (EDM). Depois de se apresentar no Laroc Club durante o Carnaval de 2018, o super astro retorna para uma noite especial, o aniversário de 4 anos do club que promete ser uma noite inesquecível.

Seu remix de “Pressure”, de Nadia Ali, foi uma das músicas mais tocadas de 2011, o que lhe rendeu a estreia na lista Top 100 DJs, ranking promovido pela revista britânica DJ Mag, conquistando o 70º lugar. Tornou-se, então, um dos artistas “mais quentes” de 2011, até que a MTV o consagrou como o artista de EDM a “ficar de olho” em 2012. A previsão se consolidou: em março daquele ano, Alesso estreou no Essential Mix da BBC Radio 1, além dar um grande salto e pular para o 20º lugar no ranking dos 100 DJs mais populares do planeta.

Mas tudo isso teve um motivo: Alesso atraiu os olhares de todos em 2012 quando produziu, em parceria com seu primo Sebastian Ingrosso, a track “Calling (Lose My Mind)”. Como se isso já não fosse bom o bastante, o sueco também soltou outra bomba que se tornaria um dos hinos do EDM mundial: “Years”, com vocais de Matthew Koma. Entretanto, a consagração de sua carreira realmente aconteceu em 2013, quando tinha apenas 22 anos. Naquele ano, Alesso lançou o remix de “If I Lose Myself”, do OneRepublic“City Of Dreams”, com Dirty South, e “Under Control”, com Calvin Harris. Essas três icônicas tracks, que até hoje podem ser ouvidas em diversos sets mundo afora, o levaram à 13ª posição no ranking da DJ Mag.

Presenciando um grande salto em sua carreira, com agenda lotada de apresentações nos mais diferentes países, Alesso não deixou que a qualidade de suas produções decaíssem. Isso pôde ser comprovado em “Heroes (We Could Be)”“Cool”“Sweet Escape”“I Wanna Know” e “Take My Breathe Away”. Sem falar em seu álbum de estreia, “Forever”, lançado em 2015 pela gravadora Def Jam.

Seu amor pelo Brasil se mostrou notório em 2017, depois de sua longa estadia na Amazônia, onde gravou o clipe de “Is That For Me”, sua primeira parceria musical com a cantora brasileira Anitta, e também com suas apresentações no Carnaval de 2018. Em entrevista ao Portal Popline, Alesso afirmou: “Eu adoro tudo sobre o Brasil, as pessoas, a música, a comida… É um país lindo”.

Muitos diriam que Alesso parou de fazer hits de Progressive House, migrando para os lançamentos voltados para Spotify, como é o caso de “Remedy” em 2018. Mas isso é só intriga da oposição, pois o sueco demonstrou que está mais quente do que nunca com suas últimas grandes apresentações. À convite de Ingrosso, Alesso foi o destaque do Tomorrowland 2018 com seu épico set no Freedom Stage. Suas recentes apresentações de 2019, nos palcos principais do Ultra Miami e do Tomorrowland, também não deixam negar que ele é de fato um ícone da música eletrônica.

Além do sueco, como sempre, o clube número 25 do mundo apresenta convidados especiais para suas noites. Completando o line-up de aniversário temos o talentoso Pontifexx, artista mais jovem a se apresentar no Lollapalooza Brasil 2019, os gêmeos Dubdogz e ainda os projetos Selva, Rooftime e Lion, além dos residentes Viktor Mora e Cajun.

Advertisement