Connect with us

Música

A emoção está presente no novo clipe de Juliano Cezar

Avatar

Published

on

Existem cantores que se tornam a personificação do gênero musical do qual eles escolheram para cantar. E Juliano Cezar é um deles. O Cowboy Vagabundo é sinônimo direto de música sertaneja e sua música estará eternamente em nossos corações e será sempre trilha sonora de bons e importantes momentos de nossas vidas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao partir, o artista deixou um DVD inédito pronto para ser lançado. E pinçado desta obra, saiu uma bonita homenagem para marcar a triste data de um ano da morte do sertanejo. Será lançado, nesta sexta-feira, dia 4, o clipe da música Travadinho. A faixa também estará disponível em todos os aplicativos de música.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Composta por Leonardo de Sousa, Allef Rodrigues, João Roas, Wanderley Batista, Abel de Assis, Thawan Alves, Antonio Avelar, Guilherme Amaral e Guilherme de Andrade, Travadinho faz parte do último DVD do Juliano Cezar – Cowboy Vagabundo Pelo Brasil. O vídeo conta com a participação de Reinaldo Meirelles e quem assina a produção musical é Ivan Miyazato. O instrumental é leve e a melodia bem gostosa de ser ouvida. Baladinha especial pra dançar. A letra conta a história de um camarada que está no bar, tomando umas e outras, sofrendo pelo amor não correspondido. “Você que me deixou desse jeito, travadinho travadinho. Fui descendo pinga no meu peito”, canta o marcante e emocionante refrão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não tem como não se emocionar ao assistir o clipe de Travadinho. A figura de Juliano Cezar no meio do palco, cantando os versos fazem com que os fãs tenham uma viagem de volta para o passado, antes do fatídico dia 31 de dezembro de 2019 e rememorem todos os lindos momentos do Cowboy fazendo seus shows pelo Brasil. Com certeza um lançamento de extrema emoção. O cantor era a prata da casa do escritório artístico Explosion Music e durante muito tempo foi o artista mais importante do cast.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apaixonado por música country, o cantor foi um dos primeiros a adaptar o estilo à música do campo brasileira, criando o country sertanejo. E foi só em 1990 que Juliano Cezar conseguiu lançar o primeiro disco oficial da carreira. O investimento resultou em sucessos como “Não Aprendi Dizer Adeus”, canção que anos mais tarde foi regravada pela dupla Leandro e Leonardo.

O sucesso rendeu a ele o prêmio Sharp de melhor cantor revelação em 1990, além de shows em todas as regiões do país. E a partir daí vieram outros hits românticos como “Rumo à Goiânia” (de 1991), “Bem aos Olhos da Lua” (de 1997), “Faz Ela Feliz” (1998) e “Malvada” (2002), distribuídos em 13 discos de carreira. “Cowboy Vagabundo”, dá nome ao disco lançado em 2000, que levou o cantor à indicação ao prêmio de melhor álbum romântico pelo Grammy Latino, uma das mais importantes premiações musicais do mundo.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]